ColunistaFórmula 2Post

Fórmula 2: Petecof não participará da rodada tripla no Azerbaijão

Por falta de patrocínio, Petecof enfrenta dificuldades para permanecer na Fórmula 2, o brasileiro confirmou que não participará da etapa no Azerbaijão

Nesta terça-feira (01) Gianluca Petecof confirmou que não disputará a próxima etapa da Fórmula 2 – a prova será realizada neste fim de semana em Baku, no Azerbaijão. O piloto não conseguiu patrocinadores para manter a sua vaga na equipe Campos.

Na última semana, o piloto brasileiro revelou durante uma entrevista com Lito Cavalcanti que existiam grandes chances de ele não participar da etapa. Petecof também enfrentou dificuldades para correr na rodada de Mônaco, mas por conta de um acordo estabelecido com a Campos, os dois conseguiram fazer um esforço para ele estar na rodada de Mônaco. A prova no Principado marcou o retorno da categoria quase dois meses depois da primeira etapa ser realizada no Bahrein.

No principado o piloto esteve diante de vários problemas que começaram durante o treino livre. Por conta de punições e incidentes no decorrer do fim de semana, Petecof não teve um bom desempenho no Principado.

Para Baku eles não conseguiram estabelecer um acordo, desta forma ele ficará fora da etapa no Azerbaijão. O brasileiro foi campeão da Fórmula Regional Europeia em 2020, mas não ganhou a vaga na Fórmula 3. Por lá Petecof já estava enfrentando problemas, a sua permanência gerou algumas dúvidas justamente por conta de patrocínio. Mas o Gianluca conseguiu completar a temporada, com ajuda da Matrix Energia e da Americanet que se tornaram suas patrocinadoras, ele ainda se tornou campeão, conquistando o título pela Prema.

Pouco depois ele assinou com a Campos para disputar a Fórmula 2 em 2021, mas não tinha recursos para garantir a participação na temporada completa. Petecof tinha que conseguir patrocinadores para se manter na equipe, para cobrir os custos do campeonato e completar a temporada.

O automobilismo é um esporte caro e tem se tornando cada vez mais difícil se manter nas categorias de base. O patrocínio é uma parte essencial para se manter competindo, pois os custos são bem altos. Sem dúvidas é uma perda para o Brasil.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube?Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados