ColunistaFórmula 2Post

F2 Sprint Race: Vips supera Beckmann para vencer corrida acirrada em Baku

A segunda prova da Fórmula 2 foi disputada neste sábado e contou com vários abandonos e entrada do Safety Car

A segunda Sprint Race foi realizada neste sábado (05), mas a largada demorou para acontecer por conta do atraso gerado pela classificação da Fórmula 1. A prova da Fórmula 2 foi bem disputada e Juri Vips que largou da terceira posição venceu a corrida.

Foi uma corrida bem acidentada, mas com vários abandonos, desta forma o Safety Car trabalhou bastante no Azerbaijão, mas também deu oportunidade para pilotos que tiveram algum imprevisto no início da prova, realizarem uma boa corrida de recuperação – como Théo Pourchaire que terminou na décima posição.

Mas voltando ao pódio, David Beckmann também foi um forte candidato para vencer a corrida, liderou parte da prova, mas foi superado por Vips. Jehan Daruvala completou o pódio com a terceira posição, depois de grande disputa com Bent Viscaal.

Foi um grande início da Fórmula 2 em Baku. Neste domingo a categoria retorna, mas desta vez para disputar a corrida principal.

Confira a Sprint Race 2

Bent Viscaal começou a segunda corrida da Fórmula 2 neste sábado com a ponta, por conta da inversão dos dez primeiros colocados da primeira prova que foi disputada nesta manhã. Viscaal se manteve na liderança nos primeiros metros da primeira volta, mas pouco depois David Beckmann e ele se enfrentaram e o piloto alemão assumiu a liderança.

O Safety Car foi acionado após a primeira volta, pois Dan Ticktum foi tocado por Guanyu Zhou na largada – o piloto chinês passou reto por conta dos pneus frios. Ticktum seguiu na prova, mesmo retornando na décima nona posição. Zendeli também abandonou a prova, assim como Ralph Boschung.

A prova foi retomada na terceira volta, enquanto Théo Pourchaire foi para os boxes para trocar a asa dianteira.

Por conta da aproximação, os pilotos começaram a disputar espaço na pista. Juri Vips assumiu a segunda posição, enquanto Viscaal ficou com o terceiro lugar e Daruvala era o quarto colocado.  

Ticktum estava realizando uma corrida de recuperação e já era o décimo quarto colocado na prova, escalando o grid, ele conseguiu realizar uma ultrapassagem dupla em Jack Aitken e Guilherme Samaia.

Piastri que abandonou a primeira prova e largou do décimo nono lugar, já era o décimo terceiro colocado na sexta volta. Foi também neste momento que Roy Nissany tocou na traseira de Richard Verschoor e os dois abandonaram a corrida.

A prova foi recomeçou na oitava volta. Vips retomou a segunda posição, enquanto Viscaal espalhou na pista e caiu para o quinto lugar. O piloto da Trident tocou com Armstrong e o piloto da Dams foi direto para o muro de contenção. Christian Lundgaard também bateu e entrou na lista de pilotos que abandonar a corrida.

Shwartzman estava evitando os acidentes na pista para permanecer na prova e ganhar algumas posições.

Na nona volta com o Safety Car ativo, os dez primeiros eram: Beckmann, Vips, Daruvala, Viscaal, Shwartzman, Lawson, Ticktum, Drugovich, Piastri e Nannini.

A relargada foi mais uma vez bem apertada, com os pilotos disputando espaço na pista. Pourchaire não era mais o último colocado, o piloto estava na décima quarta posição acompanhando o pelotão, mesmo após a troca de asas. E o bom desempenho apresentado, também estava impulcionando o piloto da Art no grid. 

Durante a décima primeira volta, Vips assumiu a liderança da corrida, depois de deixar Beckmann na segunda posição. Daruvala era perseguido por Viscaal. Neste momento saiu a punição para Nissany, o piloto da Dams recebeu um drive through pelo incidente.

Liam Lawson se destacava na prova por ter ganhado 14 posições, mas foi ultrapassado por Oscar Piastri que assumiu a sétima posição.  

Na décima terceira volta Lawson e Piastri voltaram a se enfrentar na pista e o piloto da Hitch reassumiu o sétimo lugar em grande disputa com o piloto da Prema. O registro da volta rápida estava se alternando entre os pilotos, muitos usando o DRS e o vácuo para conseguir um bom tempo durante a corrida.

Durante a décima quinta volta Pourchaire já era o décimo primeiro colocado, superando Aitken e não demorou muito para o piloto da Academia da Sauber assumir o décimo lugar, superando Nannini.

O brasileiro Guilherme Samaia cometeu um erro e caiu para o décimo quarto lugar.

Théo Pourchaire estava apresentando um grande desempenho e conseguiu ultrapassar Felipe Drugovich da Uni-Virtuosi, para assumir o nono lugar. O piloto da Art estava tentando se aproximar de Piastri para garantir um ponto nesta prova.

Vips venceu a segunda sprint race, acompanhado por Beckmann e Daruvala. Piastri ficou com o ponto da volta mais rápida após cravar 1m56s020. Felipe Drugovich terminou a corrida na décima posição, enquanto Guilherme Samaia foi o décimo quarto colocado. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados