ColunistaFórmula 1Post

F1: Ferrari anunciou mudanças na equipe técnica

Após começo ruim, a equipe italiana aposta em mudanças para a temporada 2020

Nesta quarta-feira (22) a Ferrari anunciou uma reestruturação técnica na equipe, pensando em melhorar a performance do carro que não vem obtendo bons resultados na temporada de 2020.

A ideia é dar mais autonomia aos chefes de cada departamento e desta forma eles podem alcançar os seus objetivos. Desta forma o time tem um novo departamento o de Desenvolvimento e Desempenho que será liderado por Enrico Cardile.

As outras áreas não vão ser alteradas, desta forma Enrico Gualtieri permanece como responsável pela Unidade de Potência, Laurent Mekies como Diretor Esportivo e responsável pelas atividades na pista. Enquanto Simone Resta continuará como chefe de departamento de Engenharia de Chassis.

Voltar a vencer

E no comunicado da equipe, Mattia Binotto que vem sendo pressionado dentro do time disse: “Como sugerido há alguns dias, estamos fazendo alterações de âmbito técnico na organização, a fim de acelerar o design e o desenvolvimento buscando o desempenho do carro.”

“Foi necessária uma mudança de direção para definir linhas claras de responsabilidade e processos de trabalho, reafirmando a fé da empresa em seus técnicos.”

Um nome importante

“O departamento administrado por Enrico Cardile poderá contar com a experiência de Rory Byrne e engenheiros estabelecidos como David Sanchez, que será a fundamental para desenvolvimento do carro.”

Rory Byrne é uma figura importante nesta fala, o projetista esteve envolvido no projeto da Toleman com qual Ayrton Senna conquistou a sua primeira vitória, além de trabalhar com Michael Schumacher em seus dois primeiros títulos mundiais com a Benetton.

Os principais projetos dele são com a Ferrari, os carros espetaculares F2002 e F2004. Rory começou a se desligar da Ferrari em 2005, sendo utilizado apenas como consultor e foi substituído por Aldo Costa. 

O último trabalho com a Ferrari foi o SF70H, justamente o carro que rendeu o vice-campeonato para Sebastian Vettel. Ele é considerado um gênio como projetista da F1 moderna, o outro é Adrian Newey.

“Acreditamos que o pessoal da Ferrari pertence ao mais alto nível e não temos nada a invejar sobre nossos principais concorrentes nesse aspecto, mas tivemos que fazer uma mudança decisiva, elevando em termos as responsabilidades dos chefes de departamento.”

“Já dissemos isso várias vezes, mas vale a pena repetir: começamos a lançar as bases de um processo que deve levar a um novo e duradouro ciclo de vitórias.”

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados