ColunistaFórmula 1Post

Expectativas para a 3ª temporada de Drive to Survive

Criamos algumas teorias sobre Drive to Survive e falamos sobre o que gostariamos de ver, mas você também pode conferir sobre cinco episódios da 3ª temporada

Algumas pessoas já tiveram acesso a terceira temporada de Drive to Survive, e na última quinta-feira (11) os membros do Boletim do Paddock, junto com a Garota da F1 se reuniram para falar sobre as expectativas para a nova temporada da série. No entanto, o jornalista Lawrence Barretto deu alguns Spoilers do que vai rolar neste ano.

  1. Valtteri Bottas também quer ser conhecido

O terceiro episódio de DTS vai mostrar o finlandês que está tentando superar Lewis Hamilton, Bottas busca vencer um campeonato com a Mercedes, mas é difícil lidar com toda a pressão nesta busca por bater o inglês. Hamilton se tornou um piloto muito forte nos últimos anos e um adversário onde é mais complicado encontrar os seus pontos fracos.

A Netflix acompanhou Bottas até o seu país natal, onde ele busca o refúgio para fugir da pressão por ter Hamilton como o seu companheiro de equipe. Durante as gravações com o finlandês, Hamilton ‘invade’ a sala de Bottas com a sua cantoria – o inglês passou o último ano liberando trechos de suas músicas na Instagem, além de piloto ele também está se aventurando na música.

“Lewis é uma grande estrela mundial em comparação a mim”, diz ele. “Quase todo mundo conhece o nome Lewis Hamilton, mas poucas pessoas conhecem o nome Valtteri Bottas. Mas minha força contra ele é que eu quero o título mais do que ele.”

  1. Sebastian Vettel e a Ferrari

GP TOSCANA FERRARI 1000 F1/2020 – GIOVEDÌ 10/09/2020
credit: @Scuderia Ferrari Press Office

Foi ainda na segunda temporada que a Ferrari concordou e recebeu a Netflix nos seus boxes, e nesta terceira temporada eles voltam a falar sobre o time italiano. O ano já começou complicado para eles que sabiam que o motor apresentava alguns problemas de potência, eles perderam espaço no grid, deixaram de brigar pelas primeiras posições para disputar o meio do pelotão.

A Ferrari havia vencido em Monza em 2019, mas Vettel já sabia que a corrida na casa do time seria bem ruim. A Netflix vai contar sobre este ano difícil da Ferrari, o carro problemático, a legalidade do motor de 2019, e a busca por fazer o piloto alemão ter resultados melhores, já que o desempenho havia demostrado uma queda. Ao passo que eles se encaminham para mostrar que Vettel estava indo para a Aston Martin, próximo do GP de número 1000 da Ferrari ser disputado.

  1. Daniel Ricciardo deixa a Renault para guiar pela McLaren

Daniel Ricciardo (AUS) Renault F1 Team RS20.
Tuscan Grand Prix, Friday 11th September 2020. Mugello Italy.

A Netflix vem contando um pouco sobre a história de Daniel Ricciardo e o desejo do piloto de se tornar campeão. Nesta temporada eles vão mostrar mais uma vez como o piloto australiano afetou o mercado de pilotos quando optou por deixar a Renault e seguir para a McLaren.

Na ocasião Cyril Abiteboul que era o chefe de equipe parece não ter aceitado muito bem a escolha do piloto, vale lembrar que no último ano foi justamente o australiano que reacendeu a chama na Renault, já que conseguiu o terceiro lugar no GP de Eifel e depois repetiu o feito no GP da Emília-Romagna, os pódios tão sonhados pelo time francês.

O episódio deve reafirmar a rivalidade entre Abiteboul e Christian Horner, já que eles viveram umas trocas de farpa nos últimos anos no paddock.

Abiteboul teve que lidar por toda a temporada com a informação, enquanto via a Renault, McLaren e Racing Point se enfrentarem pela terceira posição do campeonato de construtores. Ao final do ano a rival McLaren ficou com o terceiro lugar.

  1. Pierre Gasly e a Red Bull

O sexto episódio vai contar a história do francês que em 2019 foi substituído por Alexander Albon e precisou retornar para a AlphaTauri. Gasly sofreu um golpe duro, mas a Red Bull sempre se resumiu a entrega imediata de resultado e se o piloto não estava fazendo o seu trabalho, o time nunca teve dó de trocar os pilotos com o time satélite.

Em 2020, justamente por este comportamento ruim que a Red Bull tem, o time foi muito questionado sobre trazer Gasly mais uma vez para o time principal já que Alexander Albon era o piloto que não estava entregando.

A vitória de Gasly no GP no GP de Monza – Foto: Red Bull Racing

É neste episódio que a Netflix vai abordar a vitória do piloto em Monza, e em como aquilo deixou o francês mais confiante. Nas últimas temporadas de DTS, a plataforma de streaming já vinha abordando está história entre Red Bull e Toro Rosso/AlphaTauri, além da pressão que os pilotos acabam sentindo ao guiarem no time principal. Mesmo o automobilismo sendo um exporte que coloca muita pressão desde os tempos de base, no time austríaco as coisas parecem ser ainda mais intensas já que eles estão a muito tempo almejando ganhar um campeonato mais uma vez.

  1. Romain Grosjean e o acidente no Bahrein

O penúltimo episódio vai narrar a história de outro francês, mas desta vez aquele que está guiando pela Haas. Durante o GP do Bahrein, após a largada Grosjean vai direto para a barreira de contenção após um toque com Daniil Kvyat, pouco depois de bater o carro do piloto tem a célula de sobrevivência separada do tanque de combustível e motor, o fogo aparece e acaba envolvendo toda a cena.

LEIA MAIS: O acidente de Romain Grosjean e as suas consequências no automobilismo

Acidentes com fogo não são tão comuns mais na Fórmula 1, por isso eles acabam assustando qualquer pessoa quando acontecem. O episódio deve trazer um pouco da percepção de outros pilotos sobre o acidente e como eles se sentiram ao ver as imagens, mas o foco será uma entrevista emocionante com o piloto que vai contar mais sobre o acidente e o impacto de 56G sofrido. Dias após sofrer o acidente Grosjean retornou ao paddock para conversar com aqueles que ajudaram no seu salvamento. A Marion, esposa do piloto também aparece no episódio dando o seu depoimento.

Observações

Drive to Survive costuma contar com 10 episódios, desta forma é difícil narrar tudo o que aconteceu em 17 provas que em 2020 foram bem intensas já que além dos dramas particulares, todos estavam enfrentando uma pandemia.

A Netflix costuma dar destaque a alguns personagens em suas temporadas, e só por estes cinco episódios é possível perceber que alguns pilotos têm mais tempo de tela do que outros.

Por aqui já criamos as nossas expectativas, mas algumas não devem ser atendidas. E você? Conte para nós o que vocês gostariam de ver!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados