ColunistaFórmula EPost

EXCLUSIVO: entrevista com Susie Wolff direto de Berlim

A chefe da equipe Venturi falou com exclusividade ao Boletim do Paddock sobre o Festival de Berlim, o apoio de Toto Wolff e o futuro do Girls on Track

Em meio à uma rotina intensa de atividades na super final da Fórmula E, Susie Wolff encontrou um tempo para falar com exclusividade ao Boletim do Paddock. A britânica lidera a Venturi desde a temporada passada e tem Felipe Massa e Edoardo Mortara como pilotos do time de Mônaco. 

Com seis corridas sendo realizadas em nove dias, existe uma preocupação geral com os integrantes de todas as equipes, não só com a saúde física (por causa da pandemia), mas mental também.

Mesmo assim, Susie garante que as coisas estão indo bem:

“Gerenciar esse estresse todo está sendo até fácil, todos sabiam do desafio que seria [estar em Berlim] então nos preparamos bem. Estamos trabalhando no modo “dia após dia”, assim evitamos ficar com fadiga”.

As duas primeiras corridas não foram das mais fáceis para a Venturi, mas deixaram uma impressão positiva no geral:

“Conquistamos 4 pontos, claro que não foi um começo forte, mas sabíamos que, com a complexidade da Fórmula E e com o nível da competição, seria muito difícil marcar pontos em todas as corridas sem ter problemas. Entendemos esses problemas das etapas iniciais e agora estamos mais confiantes para as próximas corridas”, afirmou Susie que falou mais sobre as melhorias: “O principal ponto de evolução é a consistência. Tivemos muitos pequenos problemas como um furo no pneu [no carro de Mortara] e um erro no gerenciamento de energia com Felipe. São problemas pequenos, mas que nos custam pontos. Acho que, como um time, somos capazes de terminar no top 10, mas precisamos eliminar esses erros e maximizar nosso potencial”, afirmou ela.  

Edoardo Mortara - Foto: Media Venturi
Edoardo Mortara – Foto: Media Venturi

Susie Wolff ocupa o mesmo cargo que o marido, Toto Wolff é o chefão da Mercedes na Fórmula 1, ela confessa que aprende com a experiência dele, mas que gerencia a Venturi a seu próprio modo:

“Pego conselhos com Toto não só para as corridas em Berlim, mas no geral também, ele é muito bem sucedido no trabalho que faz e é ótimo ter o suporte dele, mas ao mesmo tempo estou aqui em uma equipe diferente da dele, ando com as minhas próprias pernas e lidero meu time do meu jeito. É muito bom ter alguém como ele me apoiando, mas estou aqui em Berlim e ele está em Silverstone”. 

Susie Wolff e Toto Wolff - Foto: Mercedes
Susie Wolff e Toto Wolff – Foto: Mercedes

Andando com as próprias pernas, Susie conduz há alguns anos o projeto Girls on Track que tem como principal objetivo aumentar a participação feminina no automobilismo. As meninas beneficiadas por essa parceria realizam uma série de atividades nos dias de corrida, assim elas têm contato com o mundo do automobilismo e podem vivenciar o que é estar na pista.

As visitas do projeto aos autódromos estão temporariamente suspensas por causa da pandemia, mas Susie nos certifica que teremos coisas boas por vir:

“Ainda temos muito a aproveitar da parceria com a Fórmula E, a categoria tem dado um apoio fantástico ao Girls on Track, pois está muito comprometida com a diversidade do grid. Vale ressaltar que o projeto não quer apenas trazer pilotos mulheres para a Fórmula E, mas também inspirar uma nova geração de mulheres a entrar no ecossistema do automobilismo e fazer nosso esporte ser mais acessível a elas, então espero fazer ainda mais no futuro”. 

Durante a pandemia, de um modo geral, a humanidade recorreu ao mundo virtual para não cessar completamente suas atividades, Susie revelou que essa medida também foi adotada pelo Girls on Track:

“Sem poder ir às pistas, realizamos eventos virtuais que tiveram ótimo alcance. Estamos muito comprometidos em tornar o automobilismo mais diverso, junto com a FIA”, finalizou a chefe da Venturi.

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo