ColunistaFórmula EPost

EPrix de Roma: Vergne vence corrida caótica com a dupla da Jaguar no pódio

Lucas di Grassi liderou boa parte da corrida, mas abandonou após problemas no carro

O EPrix de Roma rendeu uma excelente corrida no sábado. Mesmo começando e terminando sob o Safety Car, a etapa foi cheia de disputas, principalmente na liderança. Vergne e di Grassi protagonizaram grandes disputas. O francês levou a melhor, venceu a corrida e trouxe a dupla da Jaguar para o pódio.

Com Bird em segundo e Evans em terceiro, a Jaguar fez uma corrida espetacular e teve meu melhor resultado dos últimos anos. Lucas di Grassi acabou abandonando a prova nos últimos minutos com problemas no carro, o semi-eixo traseiro quebrou. 

Sérgio Sette Câmara teve problemas no carro, foi punido e terminou em penúltimo, em uma prova com oito abandonos.

SAIBA COMO FOI A CORRIDA

A largada aconteceu atrás do Safety Car por causa das condições climáticas, a chuva que era apenas uma ameaça se tornou mais real. Pingos mais fortes caíram no início da prova. O Safety Car ficou por duas voltas na pista.

Na largada em movimento, Vandoorne se manteve à frente, mas Lotterer o seguiu de perto. Bird ultrapassou Buemi. 

Lotterer forçou a ultrapassagem e os dois se tocaram Vandoorne usou a área de escape e caiu para 13º, Lotterer bateu no muro, mas conseguiu voltar em 7º. O acidente gerou um congestionamento e uma breve bandeira amarela.

Rowland entrou em investigação por usar mais energia que o permitido. Sims abandonou a prova.

Di Grassi, que estava sendo pressionado por Vergne, partiu para o ataque em Rowland. O piloto da Nissan recebeu um drive-through como punição da sua investigação.

Vandoorne foi o primeiro a ativar o Modo Ataque e poucas voltas depois já ocupava o 9º lugar. Sérgio Sette Câmara teve problemas com o carro e chegou a ficar um tempo parado na pista. Ele ocupava a 20ª posição. Ao voltar, foi ultrapassado por Rowland.

O brasileiro da Dragon também foi punido com um drive-through pelo mesmo motivo de Oliver Rowland. 

Ganharam o Fanboost Vandoorne, da Costa, de Vries, Bird e Sette Câmara

Vergne aos poucos diminuiu a vantagem para di Grassi. O francês ativou seu Modo Ataque. Como os pilotos da frente estavam muitos próximos, o piloto da Techeetah caiu para a 5ª posição, ultrapassando Pascal Wehrlein pouco depois. 

Frijns e de Vries ativaram o Modo Ataque e Vergne voltou ao segundo lugar. Na volta seguinte, foi a vez de Di Grassi passar pela zona de ativação. Ele caiu para 3º. 

Com a potência extra, Frijns partiu para o ataque em Vergne.

Lotterer foi punido com o acréscimo de 5 segundos ao seu tempo final por causar a colisão com Vandoorne.

Di Grassi forçou a ultrapassagem em Frijns e piloto da Virgin também perdeu a posição para de Vries que acompanhava a disputa bem de perto.

Vergne ativou seu segundo Modo Ataque e di Grassi voltou à liderança da prova. 

Os 10 primeiros eram di Grassi, de Vries, Vergne, Frijns, Bird, Vandoorne, Evans, Wehrlein, Lotterer e Buemi. Sette Câmara permanecia na última posição.

Em grande corrida, Sam Bird ultrapassou o ex-companheiro de Virgin, Robin Frijns. O inglês da Jaguar chegou a perder a posição durante a ativação do Modo Ataque para Vandoorne, mas recuperou pouco depois.

Vergne ultrapassou de Vries para reassumir a ponta, di Grassi tentou fazer o mesmo e acabou tocando de leve o piloto da Mercedes. 

Uma bandeira amarela foi ativada faltando 11 minutos para o fim da prova por causa do abandono de Jake Dennis.

Lucas di Grassi reassumiu a liderança nos últimos sete minutos da corrida. Vandoorne utilizou o Fanboost para ganhar o quarto lugar do companheiro de equipe. 

O Audi de di Grassi perdeu potência repentinamente, ficando lento na pista. Ao passar pelo brasileiro, Vandoorne perdeu a traseira do carro e foi tocado por Nyck de Vries. O belga bateu no muro e abandonou a prova. 

 

Guenther rodou no mesmo lugar que Vandoorne, mas conseguiu evitar a batida. 

A corrida terminou com o Safety Car na pista. Vitória de Jean-Eric Vergne com Bird e Evans completando o pódio com a Jaguar. Frijns, Buemi, Rast, Wehrlein, Lynn, Lotterer e Guenther fecharam o top 10.

Após ser punido, Lotterer caiu para a última posição e Nick Cassidy subiu para 10º, após largar em 22º. Mitch Evans ainda fez a volta mais rápida da prova: 1:43.387. Destaque para Rene Rast que largou em 20º e chegou em 6º. 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados