ColunistaFórmula EPost

EPrix de Diriyah: Nyck de Vries vence em dia brilhante. Sette Câmara tem dia desastroso

Piloto brasileiro foi punido por erro da equipe. Lucas di Grassi fez mais uma ótima corrida de recuperação.

A organização da Fórmula E aproveitou a corrida noturna para fazer um grande espetáculo de luzes antes da corrida começar. Um esquema especial de luzes foi utilizado para apresentar o primeiro grid de largada da temporada.

Entretanto, nem tudo era festa. Nico Muller, vivendo seu dia de cão, largou do pit lane porque teve sua volta deletada após o quali.

Após o apagar das luzes vermelhas, Nyck de Vries conseguiu fugir de qualquer ataque de Wherlein e Rast. Evans ganhou a 5ª posição de Lynn. Na segunda volta foi a vez de Bird ultrapassar Lotterer.

Sette Câmara foi punido com um drive-through por não respeitar os procedimentos de largada, ele cumpriu a punição na volta seguinte e retornou a 7 segundos do último colocado, seu companheiro de equipe, Nico Müller.

Subindo no grid, Bird passou Guenther e chegou à 8ª posição.

Lá atrás, di Grassi ganhou a posição de Jake Dennis e subiu para 15º. Sam Bird fez a volta mais rápida 1:11.623.

Wherlein iniciou sua caçada e de Vries diminuindo a distância entre os dois para 0.6, mas o piloto da Mercedes conseguiu abrir mais 0.3 para o alemão da Porsche. 

A dupla da Virgin foi a primeira a ativar o Modo Ataque. Primeiro Cassidy, depois Frijns, com sete minutos de corrida. Vandoorne ultrapassou Nato, assumindo o 13º lugar. 

De Vries, Wehrlein e Rast se distanciaram do resto do pelotão e Mortara puxou a fila a partir da 4ª posição.

Tom Blomqvist recebeu um drive-through por usar mais energia no regen do que o permitido, ele era o 11º.

Bird ultrapassou Lynn e ficou uma posição atrás do companheiro de equipe.

Rene Rast tomou a posição de Wehrlein após o alemão da Porsche ativar seu primeiro Modo Ataque. De Vries aproveitou a briga e abriu 1.9 de vantagem para os dois.

Alex Lynn recuperou a 6ª posição de Sam Bird na curva 18.

Passados 15 minutos, os dez primeiros eram de Vries, Rast, Wehrlein, Mortara, Evans, Lynn, Bird, Guenther, Lotterer e Rowland. 

Lucas di Grassi ganhou a posição de Vandoorne e Turvey, chegando à 12ª posição. Sette Câmara não conseguiu se recuperar e permaneceu em último. 

Usando o Modo Ataque, Mortara fez a melhor ultrapassagem da corrida, tomando as posições de Evans e Wehrlein ao mesmo tempo. O piloto da Porsche ainda perdeu a posição para o da Jaguar e caiu para 5º.

Safety Car na pista. Sam. Bird tentou Alex Lynn ultrapassar por dentro e o piloto da Mahindra fechou muito a porta na tentativa de impedir a ultrapassagem. Os dois colidiram, o que acionou uma bandeira amarela e depois o carro de segurança. 

Bird ainda conseguiu voltar para a prova e Lynn abandonou. Lucas di Grassi aproveitou a confusão para entrar na zona de pontuação, o brasileiro havia chegado ao 10º lugar. 

O acidente entre os dois ex-companheiros de Virgin Alex Lynn entrou em investigação. Andre Lotterer foi para os boxes 

A corrida recomeçou após 8 minutos de interrupção com menos 8 kW de potência em cada carro, seguindo a regra implementada ano passado. Com a bandeira verde acionada, de Vries se manteve na ponta, distanciando-se de Rene Rast.

Mortara, Evans, Wehrlein, Guenther, Rowland, Sims, di Grassi e Vandoorne formavam o top 10.

Faltando 11 minutos para o fim da prova, Bird abandonou e Max Guenther acertou o muro causando um novo Safety Car. Ruim para os líderes de Vries, Rast e Evans que haviam acabado de ativar o Modo Ataque.

Apenas Mortara, 2º colocado, já havia feito suas duas ativações. 

Lucas di Grassi subiu para 8º e Sette Câmara era o 21º e último. 

Nova relargada. Sims conquistou o 7º lugar de Rowland e Turvey entrou na zona de pontuação.

Rast fez a melhor volta da prova: 1:09.655 ultrapassando Mortara quando o piloto da Venturi ativou o Modo Ataque. Com mais potência, Mortara recuperou a segunda posição na volta seguinte. 

Os dois pilotos entraram em investigação por fazer ultrapassagens durante o Safety Car causado por Guenther.

A briga pelo 3º lugar aumentou quando Evans tomou a posição de Rast. De Vries aproveitou para abrir uma vantagem que chegou a 3.666.

Vandoorne ultilizou o Fanboost para fazer a melhor volta, 1:09.583. Pelo regulamento, o artifício não vale pontos.

Última volta: Sette Câmara passou seu companheiro de equipe, subindo para 20º. Os líderes mantiveram suas posições e Nyck de Vries venceu a primeira corrida do ano, seguido por Mortara e Evans. 

Rast e Wehrlein perderam suas posições iniciais e chegaram em 4º e 5º, respectivamente. Oliver Rowland terminou em 6º e Sims fez ótima corrida de recuperação para chegar na 7ª posição. Stoffel Vandoorne ultrapassou Lucas di Grassi no fim da corrida e ficou com o 8º lugar. Oliver Turvey marcou o primeiro ponto da NIO em duas temporadas ao cruzar a linha de chegada na 10ª posição. 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados