ColunistaFórmula 1Post

Em grande ano, Verstappen passa Hamilton e vence 1ª Sprint Qualifying

O holandês começou da segunda posição, mas teve um ótimo início, obtendo a primeira posição depois da largada

A pole foi definida de um jeito bem diferente, a Sprint Qualifying foi realizada neste sábado (16) uma prova com dezessete voltas que deu mais uma bagunçada no grid de largada para a prova do domingo. Max Verstappen vai começar a corrida da primeira posição, obtendo a oitava pole da carreira. O holandês viu a oportunidade de ficar com a ponta logo no início, pois logo realizou a ultrapassagem em Lewis Hamilton.

Depois disso, o piloto que está em um ótimo ano com a Red Bull, comandou a ponta, estabelecendo a distância para o rival. De quebra, Max deixa o sábado somando mais três pontos para o campeonato.

No entanto, o domingo não deve ser fácil, Hamilton começa da segunda posição e ainda com muita vontade de vencer, principalmente por estar diante da sua torcida. Valtteri Bottas segurou a terceira posição para formar a dobradinha da Mercedes.

Destaque para Charles Leclerc que conseguiu se manter na quarta posição, acompanhado por Lando Norris e Daniel Ricciardo que ficou com o sexto lugar, sendo beneficiado pelo abandono de Sergio Pérez e a ultrapassagem que realizou em Fernando Alonso, depois que o piloto da Alpine teve uma ótima largada.

Alonso fez o possível, para começar a corrida da quinta posição, mas caiu para o sétimo lugar. Sebastian Vettel terminou a prova em oitavo, seguido por Esteban Ocon.

Raikkonen se deu bem, pois agora ocupa a décima terceira posição depois de largar do décimo oitavo lugar.

O revés ocorreu com Carlos Sainz que acabou rodando e começa a prova da décima primeria posição, assim como Sergio Pérez que rodou, caiu para o décimo sétimo lugar e abandonou a Sprint Qualifying na última volta.

É sem dúvidas um momento histórico para a F1, que tenta testar um formato novo para ter uma dinâmica melhor no seu fim de semana, obtendo mais público e mais visualização para a categoria.

Ao final da prova, os três primeiros colocados deram um passeio por Silverstone, enquanto Max Verstappen recebeu uma Coroa de Louros como símbolo da sua conquista no fim de semana.

Saiba como foi a Sprint Qualifying

Na pista a temperatura estava na casa dos 48°C, com 25°C no ambiente.

Largaram com os pneus macios, Bottas, Alonso, Ocon e Raikkonen. Todos os outros pilotos estavam com os pneus médios para o início da ‘sessão classificatória’. 

Verstappen largou muito bem e assumiu a liderança, enquanto, Bottas ficou com a terceira posição, mesmo com os ataques de Leclerc. Sainz caiu para a décima oitava posição, enquanto Fernando Alonso assumiu o quinto lugar.

Depois da primeira volta, os dez primeiros eram: Verstappen, Hamilton, Bottas, Leclerc, Alonso, Norris, Pérez, Ricciardo, Vettel e Russell. O piloto da Williams foi ultrapassado depois de começar da oitava posição, enquanto Sainz tentava se recuperar depois de ter sofrido um toque de Russel, o espanhol era o décimo sétimo colocado. Yuki Tsunoda caiu para o décimo oitavo lugar.

Na terceira volta era possível ver Fernando Alonso ser atacado por Lando Norris. O piloto da McLaren estava com os pneus médios, contra os macios que o piloto da Alpine estava usando.

Durante a quarta volta, Sainz era o décimo quinto colocado, enquanto Alonso tentava se defender, tentando tirar o piloto da McLaren do vácuo do seu carro.

Com a conclusão da quinta volta, os dez primeiros eram: Verstappen, Hamilton, Bottas, Leclerc, Alonso, Norris, Pérez, Ricciardo, Vettel e Russell. No giro seguinte Pérez acabou rodando na curva 14 e caiu para a décima nona posição.

O incidente entre Russell e Sainz do início da corrida será investigado depois da sessão. Foi na sétima volta que Alonso foi ultrapassado por Norris, caindo para a sexta posição.

Durante a volta nove, Alonso seguia tentando se manter na sexta posição, enquanto Ricciardo o atacava, mas o piloto da McLaren também ultrapassou o piloto da Alpine. O espanhol ainda tentou utilizar o vácuo para retomar a posição, mas não tinha equipamento para este tipo de disputa.

Portanto, na volta dez, as posições eram: Verstappen, Hamilton, Bottas, Leclerc, Norris, Ricciardo, Alonso, Vettel, Russell e Ocon. Carlos Sainz estava na décima segunda posição, prosseguindo na realização de ultrapassagens. Enquanto Pérez era apenas o décimo oitavo.

Sebastian Vettel tentou obter a posição de Fernando Alonso no giro seguinte, pois o alemão estava com pneus médios que tinham um desempenho melhor do que o macio utilizado pelo espanhol.

Vários pilotos passaram a reclamar de bolhas dos pneus, como Verstappen que era o líder da sessão, assim como Hamilton. Norris estava separado por mais de 11 segundos de Leclerc.

Sainz seguia na sua prova de recuperação, onde o espanhol da Ferrari ultrapassou Pierre Gasly para ficar com a décima primeira posição. Na liderança, Verstappen tinha cerca de 3 segundos de vantagem para Lewis Hamilton.

Pérez abandonou a corrida na última volta, caindo para a vigésima posição.

Verstappen acabou vencendo a corrida – ou melhor – obtendo a pole para a prova de domingo, o holandês foi acompanhado por Hamilton, Bottas, Leclerc, Norris, Ricciardo, Alonso, Vettel, Russell e Ocon.

Abaixo do top-10: Sainz, Gasly, Raikkonen, Stroll, Giovinazzi, Tsunoda, Latifi, Schumacher e Mazepin.

Na prova do domingo, os pilotos também podem escolher os pneus para a largada, não sendo obrigados a largar um determinado tipo de comporto. Vale ressaltar que tanto os compostos médios quanto os macios apresentaram um grande desgaste, tendo bolhas.

Os pilotos foram convidados a dar uma volta pelo circuito em um desfile, os três primeiros receberam uma Coroa de Louros como premiação. Verstappen conquista três pontos depois desta corrida.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados