ColunistaStock Car

Daniel Serra vence a primeira prova em Goiânia com português dando show de pilotagem

A chuva começou a se aproximar do Autódromo Internacional Ayrton Senna, mas os pilotos conseguiram largar com pneus de pista seca. A largada contou com vários pilotos tendo problemas com a pista que estava extremamente escorregadia e  difícil encontrar o ponto de frenagem ideal para não perder a direção do carro.

Daniel Serra venceu a primeira prova, mas foi ameaçado por Ricardo Zonta, principalmente nas voltas finais da sessão. Felix da Costa que largou da sexta posição, foi disputando com os outros pilotos lugar na pista até chegar ao terceiro lugar. O portugês travou uma briga com Marcos Gomes depois que realizou a ultrapassagem no piloto da Cimed Racing. Ricardo Maurício teve problemas na primeira prova, tendo um pneu furado que custou a sua corrida.

Com isso o top-10 ficou desta forma: Daniel Serra, Ricardo Zonta, Félix da Costa, Marcos Gomes, Denis Navarro, Vitor Genz, Max Wilson, Thiago Camilo, Rubens Barrichello e Átila Abreu.

lll Saiba como foi a corrida

Daniel Serra se manteve na ponta seguido por Ricardo Maurício e Thiago Camilo. A pista estava bem escorregadia e Antônio Pizzonia, Tuka Rocha e Felipe Lapenna tinham problemas ainda na primeira volta e se arrastavam até os boxes.

Os carros estavam mais agressivos e com mais potência para está prova, portanto sofriam no asfalto úmido, pois era mais difícil de controlar eles. O botão de ultrapassagem não fazia muita diferença neste início de prova e todo mundo estava em um ritmo muito parecido.

Antonio Félix da Costa e Denis Navarro disputavam a sexta posição e o português não queria entregar o lugar fácil para o piloto da Cimed Racing Team.

Átila Abreu concluía a ultrapassagem em Julio Campos na quinta volta, restando pouco mais de 30 minutos para o término da sessão, o piloto da Shell passava a ocupar a décima posição.

Ricardo Maurício que era o segundo colocado tinha o pneu traseiro esquerdo furado e começava a perder posições no grid, tendo que se encaminhar para os boxes logo em seguida. Daniel Serra se mantinha na primeira posição e Ricardo Zonta passava a ser o segundo colocado.

Felipe Fraga era punido por atitude antidesportiva para com Cesar Ramos e tinha que se encaminhar para os boxes para cumprir a punição, sendo a nona volta da prova.

O português seguia desafiando todo mundo na pista e ocupava o quarto lugar, mas já havia se aproximado de Marcos Gomes e fazia de tudo para conseguir o terceiro lugar.

Lucas Foresti escapava da pista em um toque com Gabriel Casagrande e ocupava a vigésima segunda posição. Enquanto isso Félix da Costa conseguia ocupar o terceiro lugar.

Restavam pouco mais de 20 minutos para o término da sessão e Marcos Gomes tentava recuperar o terceiro lugar que o português havia conquistado com a ultrapassagem, gastando os seus botões de ultrapassagem, mas o máximo que o piloto da Cimed Racing conseguia era uma aproximação.

Uma volta antes da abertura da janela dos boxes, Félix da Costa estava colado em Ricardo Zonta e Gomes também tentava entrar na briga, a disputa valia a segunda posição.

Na abertura dos boxes, Daniel Serra era o primeiro a parar, assim como Zonta, Gabriel Casa Grande, Vitor Genz e Felipe Fraga. O português passava a liderar a prova.

Duas voltas depois era a vez de Félix da Costa se dirigir para os boxes, assim como Rubens Barrichello, pouco depois Thiago Camilo e Diogo Nunes também faziam as suas paradas. O português retornava para a pista colado em Ricardo Zonta. Camilo pensava na segunda corrida e fazia uma parada mais demorada.

Max Wilson e Galid Osman eram os últimos a se encaminharem para os boxes, fazendo isso na última volta da janela de paradas, o piloto da RCM Motorsport fazia uma parada mais longa, retornando na sétima posição e pouco depois Julio Campos parava na pista e o Safety Car entrava na pista.

Os líderes da sessão estavam usando o botão de ultrapassagem na mesma volta e um ganho de posição era quase impossível de acontecer. O ritmo da prova diminuiu assim que o Safety Car entrou na pista, para a remoção do carro de Julio Campos.

Daniel Serra fechava a porta, para não deixar o Zonta ultrapassar ele na pista e se manter na primeira posição e restavam menos de 5 minutos para o termino da sessão quando a relargada aconteceu.

Marcos Gomes na última volta tentava de todas as formas ultrapassar o português e ocorria um toque lateral do carro de Félix da costa, correndo o risco de furar o pneu do piloto da Hero Motorsport.

Daniel Serra fechava na ponta, seguido por Zonta e Félix da Costa que fechava o pódio.

https://twitter.com/diznoboletimque/status/932274999381184512

https://twitter.com/revista_racing/status/932275046260858880

https://twitter.com/EmilianoLaercio/status/932276557439295488

Resultado Corrida 1:
1. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – 28 voltas
2. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 1.021
3. 444 Felix da Costa (Hero Motorsport) – a 2.154
4. 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 2.638
5. 5 Denis Navarro (Cimed Racing Team) – a 5.484
6. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 5.955
7. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) – a 6.897
8. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – a 7.681
9. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 8.750
10. 51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 9.256
11. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – a 9.888
12. 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – a 10.712
13. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – a 11.009
14. 70 Diego Nunes (Hero Motorsport) – a 11.048
15. 18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 16.513
16. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – a 19.125
17. 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – a 19.298
18. 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) – a 23.663
19. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – a 48.873
20. 555 Renato Braga (Mico’s Racing) – a 1 volta
21. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – a 2 voltas
NÃO COMPLETARAM (75% da distância de prova)
22. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 8 voltas
23. 188 Beto Monteiro (Mico’s Racing) – a 9 voltas
24. 12 Lucas Foresti (Full Time Academy) – a 10 voltas
25. 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – a 12 voltas
26. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 15 voltas
27. 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) – a 15 voltas
28. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – a 19 voltas
29. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – a 20 voltas
30. 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – a 21 voltas
31. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) – a 27 voltas
32. 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) – a 28 voltas
MELHOR VOLTA: Daniel Serra, 1min25s242 
Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas Fonte: @Stock_Car

Capa/Foto: Duda Bairros

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados