ColunistaFórmula 1Post

Crônicas Austríacas – As ações que resultam em carma

Dos protestos da Red Bull ao carro ruim feito pela Ferrari

Carma?

A palavra fala que a somatória de boas ou más ações podem interferir e determinar o que irá acontecer.

Bom, a Red Bull estava com tudo para o GP da Áustria, motor novinho e atualizado, novas peças para deixar o carro rápido, mas a equipe austríaca resolveu cutucar a pantera com a vara curta. Ah, eles protestaram contra o DAS, protestaram sobre a não-punição de Lewis Hamilton durante a classificação. O que veio no domingo, foi a tormenta.

Poderia ser o carma? Ou só as temperaturas que se elevaram no domingo? A equipe vai se explicar, mas alguns podem utilizar essa palavra para definir o mal desempenho da Red Bull na pista. Max Verstappen abandonou com problemas no motor e Alexander Albon tocou mais uma vez roda com roda em Hamilton, rodou e caiu para final do pelotão, sem o ritmo, abandonou a prova.

Foto: Max Verstappen / Reprodução

A Mercedes que estava com a bola toda, poderia ter conseguido uma dobradinha, mas os comissários resolveram punir Hamilton. O inglês fechou na quarta colocação com os cinco segundos que perdeu. Foi o “não comentado” Bottas que venceu a prova, a oitava da carreira e a segunda no circuito, o atual líder do campeonato.

Foto: Bottas pódio Áustria / Mercedes Daimler

 O nórdico foi acompanhado por Charles Leclerc que herdou a segunda posição do pódio. A Ferrari esteve naquela situação lastimável que também pode ser chamada de carma, afinal o time não tem contribuído para fornecer um bom carro aos seus pilotos. O cavalo literalmente puxou a carroça em uma subida bem íngreme.

Acho que vale comentar brevemente sobre Vettel que mais uma vez rodou ao disputar uma posição. Saiu do carro dizendo que poderia ter rodado mais vezes, culpa mais uma vez do carro que guia.

E para finalizar! O jovem Lando Norris, obteve o primeiro pódio, fez a primeira volta rápida e a disputa na pista foi “de gente grande”. Se emocionou e teve fãs que mesmo longe, vibraram muito. A McLaren parece que vai comemorar mais vezes, com aquele sabor alegre que fora negado por muito tempo.

Que corrida, se a segunda prova na Áustria, Estíria, Red Bull Ring for tão sensacional vamos ter um ótimo início temporada, aquela que demorou 217 dias para começar.

Foto: Lando Norris / McLaren
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados