ColunistaFórmula 1Post

Com bom rendimento, Leclerc lidera dobradinha da Ferrari no TL2 em Zandvoort

Mesmo com duas bandeira vermelhas, tivemos uma sessão com voltas rápidas. Leclerc superou Ocon e Bottas para ficar com a liderança

O TL2 realizado nesta sexta-feira (03) foi mais agitado, com os pilotos conseguindo completar algumas voltas rápidas, mas também fazer um pouco de simulação de corrida. A dupla da Ferrari está imprimindo muita força, a sessão foi dominada por eles, Charles Leclerc ficou com a liderança depois que anotou 1m10s902, enquanto Carlos Sainz fechou a atividade na segunda posição quando anotou 1m11s056.

No entanto, o bom ritmo apresentado pelo motor Ferrari, também era algo que chamava a atenção com a Alfa Romeo, pois Antonio Giovinazzi permaneceu entre os dez primeiros, fechando a sessão no nono lugar.

Mesmo lidando com a interrupção de bandeira vermelha em dois momentos da atividade, nas voltas rápidas foi possível ver Esteban Ocon forte, o piloto da Alpine ficou com a terceira posição, depois de superar Valtteri Bottas.

A Mercedes contou apenas com Bottas nesta sessão, pois o carro de Lewis Hamilton apresentou um problema de motor no início. Desta forma o finlandês ficou encarregado da sequência de voltas rápidas, mas também das voltas em modo de simulação de corrida.

Max Verstappen ficou com o quinto lugar, mas o detalhe é que o holandês teve dificuldade para encontrar pista livre e realizar uma boa volta rápida. Fernando Alonso foi o sexto colocado, acompanhado por Pierre Gasly e Lando Norris. Giovinazzi e Sebastian Vettel fecharam o top-10.

Mesmo com Hamilton abandonando a sessão, o piloto da Mercedes ficou com a décima primeira posição, melhor do que Sergio Pérez que foi o décimo segundo colocado.

A Fórmula 1 retorna neste sábado às 7h para a realização do TL3.

Saiba como foi o TL2 em Zanvoort

A temperatura na pista estava na casa dos 35°C, com 21°C no ambiente.

O início da atividade foi atrasado em cinco minutos, mas quando o pit-lane foi liberado, Kimi Raikkonen puxou a saída dos boxes, o piloto da Alfa Romeo estava com os pneus médios instalados.

Bottas assumiu a liderança depois que fechou a primeira volta, o finlandês anotou 1m11s664, enquanto Hamilton era o segundo colocado separado por 0s247. Com apenas 6 minutos de atividade o carro do inglês apagou e perdeu potência, desta forma ficou parado na curva 8 e a sessão entrou em regime de bandeira vermelha.

A pista foi liberada mais uma vez quando restavam 47 minutos para o encerramento, desta forma os times partiram mais uma vez para a pista. Depois dos problemas enfrentados por Sebastian Vettel na primeira sessão, o alemão conseguiu retornar ao circuito no início do TL2.

Com a sessão em andamento, Giovinazzi chamava a atenção por estar na sétima posição com 1m12s414, enquanto Raikkonen era o nono com 1m12s748. O tempo de Bottas ainda era referência para os pilotos, enquanto Verstappen assumiu a segunda posição com 1m11s693, enquanto Ocon era o terceiro colocado com 1m11e896. Neste momento os pilotos estavam testando os pneus médios e duros, enquanto Latifi já tinha instalado os pneus macios.

Ocon estava imprimindo um bom ritmo e também foi outro piloto que já estava trabalhando com os pneus macios, o francês saltou para a primeira posição com 1m11s074, superando Bottas por 0s279.

Com 30 minutos de atividade os dez primeiros eram: Ocon, Bottas, Alonso, Gasly, Verstappen, Sainz, Leclerc, Hamilton, Stroll e Vettel. A atividade foi acometida por mais uma bandeira vermelha, depois que Mazepin rodou na curva 9 e ficou atolado na brita.  

A pista foi liberada mais uma vez quando restavam 25 minutos para o encerramento da sessão. Nesta nova liberação, estavam todos com os pneus macios. Uma nova sequência de voltas rápidas começou, Leclerc saltou para a primeira posição com 1m10s902, com Sainz que também superou Ocon e ficou com o segundo lugar anotando 1m11s056. O desempenho dos motos da Ferrari estava roubando a cena, pois até mesmo Giovinazzi conseguia permanecer entre os dez primeiros.

LEIA MAIS: Hamilton lidera TL1 na Holanda, mas atividade é prejudicada por demora no resgate do carro de Vettel

Os últimos minutos da sessão foram usados principalmente para a simulação de corrida, após uma breve pausa nos boxes. Mas depois desta sequência de voltas rápidas, era possível ver que do primeiro ao décimo primeiro, havia uma diferença de apenas 1 segundo.

Nicholas Latifi terminou a sessão em décimo oitavo, superando George Russell que foi apenas o vigésimo colocado na atividade. 

Com o cronômetro zerado os pilotos ainda aproveitaram para treinar a largada. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados