ColunistaFórmula 1Post

Com a experiência da corrida em Macau, Tsunoda busca encontrar uma boa performance em Mônaco

Está será a primeira vez de Yuki Tsunoda em Mônaco, mas o piloto conta com a experiência em Macau, para ter uma boa prova no Principado

Para Yuki Tsunoda as ruas de Mônaco serão uma novidade, ele nunca correu nas ruas do Principado. O estreante japonês não teve um bom resultado nas últimas três corridas, mas espera que a experiência em Macau possa ajudá-lo de alguma forma no quinto GP da temporada.

Ele disputou o GP de Macau, com um carro de Fórmula 3, o circuito de rua todos os anos recebe carros e motos para o desafio. Um traçado com curvas fechadas, retas rápidas e que cobram muita atenção dos pilotos. Vários pilotos de Fórmula 1 já correram por lá, inclusive o japonês Takuma Sato que venceu a prova em 2001.

Tsunoda disputou a prova em 2019, terminando a corrida na 11ª posição e conta com está experiência para auxiliá-lo neste fim de semana.

“Nunca corri em Mônaco em nenhuma categoria, mas corri em Macau por exemplo, então tenho bastante experiência em circuitos de rua. Você precisa de uma abordagem muito diferente em um circuito de rua como Mônaco, especialmente considerando que nunca estive lá antes. A evolução da pista é um grande fator aqui, com uma aderência muito baixa no início e depois a mudança em cada sessão.”

“Terei que me certificar de não perder o foco ou a concentração, mas tenho certeza de que posso me adaptar. Passei muito tempo no simulador para me preparar. O nosso carro nem sempre tem apresentado o seu melhor nas curvas lentas, que é o que vamos enfrentar no Mônaco, mas penso que mesmo que o carro seja importante, o principal fator será o quanto posso adaptar à pista.”

Foto: reprodução AlphaTauri

Não cometer erros em Mônaco é extremamente necessário, a pista acaba cobrando os pilotos que cometem erros de forma extremamente dura, poucas áreas de escape, o muro de contenção sempre muito perto, realmente não deixa muito espaço para erros.

Além disso, dependendo do dano que o carro sofre, os times podem perder uma atividade completa, prejudicando os dados e a performance do piloto.

LEIA MAIS: GP de Mônaco – Pirelli aposta em gama mais macia de pneus para o circuito de rua

“Durante os treinos, tentarei dar aos engenheiros o máximo de feedback possível para ajudá-los a ajustar o carro, enquanto me concentro apenas na direção. A classificação será sobre ter confiança com o carro, porque isso é ainda mais importante em um circuito de rua… O segredo será não cometer erros no TL1 ou TL2 para maximizar meu tempo na pista.”

Com mais um fim de semana duro na Espanha, uma classificação com erros e o abandono por um problema no carro, Tsunoda precisa se concentrar para entregar o melhor resultado. A AlphaTauri também apresentou uma queda desde o início do campeonato, comprometendo até mesmo o desempenho de Pierre Gasly.

“A Espanha foi um fim de semana difícil para mim. Não fiquei feliz com a minha pilotagem na classificação e cometi um erro, mas preciso aprender a aceitar que essas coisas podem acontecer e seguir em frente. Eu fiz apenas quatro finais de semana de corrida na F1 até agora. Estou me concentrando em guiar e me adaptar o máximo possível ao carro.”

Para os estreantes, Mônaco é realmente um desafio, mesmo com alguma bagagem de outros circuitos, é um traçado único, complicado e que exige muita concentração.

Foto: BP
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados