ColunistaFórmula 1Post

Cinco pontos sobre o GP de Mônaco

Uma corrida importante para o campeonato de pilotos e contrutores. A vitória de Verstappen e os pontos conquistados por Sainz e Norris

O GP de Mônaco não foi o GP mais movimentado em ultrapassagens até aqui, mas o resultado da prova provocou uma mudança no campeonato de construtores. Ainda que a diferença de pontos entre Red Bull e Mercedes seja pequena, é um momento muito interessante.

O vencedor

Largada do GP de Mônaco 2021 – Foto: reprodução Red Bull Racing

A vitória de Max Verstappen é um marco, o piloto nunca tinha conquistado um pódio em Mônaco, apesar da Red Bull ser um time muito forte no Principado. Os 25 pontos obtidos por Verstappen, acabam reduzindo a diferença entre o piloto holandês e o seu principal rival. No momento que Max vence, sem precisar se preocupar com o desempenho de Hamilton temos uma virada importante.

Quatro pontos não são nada, mas temos que lembrar que eles deixaram a Espanha separados por 14 pontos. Para a Red Bull manter a disputa, sempre foi estritamente importante não deixar a Mercedes ter uma vantagem muito grande. Correr atrás de pontos perdidos é muito mais complicado e sabemos que até este momento, Max e a Red Bull bobearam em vários momentos neste início de campeonato.

No entanto, desta vez tudo correu da melhor forma, Verstappen vence sem precisar travar uma disputa com Charles Leclerc e correr o risco de uma batida por conta do circuito estreito. Ainda acaba se deparando com a Mercedes enfrentando problemas. Em Mônaco, ele controlou muito bem a liderança, pode contar com um time que trabalhou bem para ele e para Sergio Pérez.

O mexicano também foi importante neste momento, mesmo com uma classificação ruim, a Red Bull conseguiu devolvê-lo após o pit-stop na quarta posição. Com o abandono de Valtteri Bottas, o time austríaco também superou a Mercedes no campeonato de construtores.

Quando eles falham, é um evento

A Mercedes começou o fim de semana apagada, mas em Mônaco algumas equipes preferem se poupar durante os treinos livres para não arriscar os seus carros, mas parece que não foi o caso deles. O time alemão sofreu com o gerenciamento da temperatura dos pneus, não conseguindo atingir as temperaturas que deixariam eles mais confortáveis na pista.

Hamilton raramente tem fins de semana ruins, então quando isso acontece, os seus rivais tiram algum proveito. O inglês não pode fazer muito desta vez, com uma classificação ruim, a Mercedes também acabou se perdendo na estratégia.

O piloto conquistou pontos pela volta rápida e o sétimo lugar conquistado, mas não foi suficiente para impedir Verstappen de assumir a liderança do campeonato. Obviamente ele não ficou nada satisfeito, perguntando por diversas vezes ao longo da corrida, qual foi o problema com a sua parada – que não ajudou ele na conquista por pontos.

A porca venceu!

Ainda nesta disputa Mercedes x Red Bull – o abandono de Valtteri Bottas foi prejudicial para o finlandês que foi superado por Lando Norris em pontos. Enquanto a Mercedes não pode contar com os dois carros para somar o máximo de pontos possíveis nesta etapa.

Foto: reprodução

Bottas que estava na segunda posição e foi administrando a distância para Verstappen, enfrentou problemas na parada. Parado nos boxes, com vários pilotos permanecendo na pista, o finlandês começou a perder posições e se retornasse para a pista, teria uma luta difícil.

Os mecânicos não conseguiram soltar a roda que estava com os pneus macios do lado direito do W12. Como a equipe não conseguiu remover a roda, Bottas precisou abandonar a prova, este é o seu segundo abandono no ano.

Toto Wolff falou que Bottas parou fora da marcação para o pit-stop e este também seria um motivo para comprometer a troca daquele pneu.

Aqueles que não tinham pontos

Sebastian Vettel – Foto: reprodução

Sebastian Vettel deixou a etapa com os primeiros pontos conquistados com a Aston Martin e ainda foi reconhecido como piloto do dia. O momento que esperávamos ver tetracampeão mundial atingir guiando pela sua nova equipe.

Os dez pontos somados, colocaram Vettel a frente do companheiro de equipe, Lance Stroll, o alemão está agora na décima primeira posição com 10 pontos, enquanto o canadense que também terminou na zona de pontuação fechou o dia com nove pontos.

Ainda vale ressaltar que a Aston Martin conseguiu trabalhar uma estratégia boa para os dois pilotos, Vettel terminou na quinta posição após largar do nono lugar, enquanto Stroll terminou em oitavo, largando do décimo terceiro lugar.

Antonio Giovinazzi foi outro piloto que conquistou o seu primeiro ponto da temporada, o italiano terminou na décima posição. Um bom marco para a Alfa Romeo que vêm travando uma disputa importante para realizar uma boa classificação e já haviam terminado em 11º e 12º nesta temporada.

Esse também é um resultado merecido pelo italiano que vem tendo a sua melhor performance desde que entrou na Alfa Romeo. Como as equipes que estão mais próximas do fim do grid estão batalhando pelo oitavo lugar, conquistar os primeiros pontos do ano é sempre um marco relevante.

Agora apenas cinco pilotos continuam zerados no campeonato: Kimi Raikkonen, George Russell, Nicholas Latifi, Mick Schumacher e Nikita Mazepin.

Outra vez, Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo – Foto: reprodução McLaren

O australiano ainda não se sente confortável no carro, o australiano não consegue chegar no limite do carro, pois ainda lhe falta confiança. De qualquer forma ele havia registrado pontos nas quatro equipes do início da temporada, mas em Mônaco, em um circuito tão conhecido por ele, o australiano deixou a prova zerado.

Como em Mônaco a classificação é importante, o piloto não conseguiu realizar ultrapassagens e fechou a prova no décimo segundo lugar. Bom, não era exatamente o que Ricciardo esperava quando deixou a Renault para correr com a McLaren, mas ele ainda tem um contrato longo com a equipe para entregar resultados. A torcida está esperando por isso, principalmente quando observamos a disputa entre McLaren e Ferrari e Ricciardo também é importante nesta disputa.

Pontos e falhas

Nesta disputa Ferrari e McLaren, vale ressaltar que as duas tiveram falhas. Como Charles Leclerc não conseguiu participar da prova, a Ferrari teve o déficit de não contar com outro piloto na zona de pontuação, mas a McLaren também é perdedora, pois não pode contar com os pontos de Ricciardo.

De qualquer forma as duas equipes que estão batalhando pelo terceiro lugar no campeonato de construtores, terminou no pódio. Carlos Sainz obteve o segundo lugar, acompanhado por Lando Norris em seu segundo pódio da temporada, alimentando a disputa histórica entre estes dois times.

Falha da Ferrari?

Se você ainda não escutou o BPCast, falamos mais sobre isso. Não acredito que a Ferrari fez vista grossa para um possível problema no câmbio de Charles Leclerc e preferiu arriscar, para não perder a pole. Pois para a Ferrari, assim como a McLaren todos os pontos são importantes.

De qualquer forma, Leclerc já lida com uma onda de azar em todas as corridas até agora que disputou no Principado. A Ferrari certamente não gostaria de perder estes pontos, pois eles também são importantes para a briga que ela vai continuar travando nas próximas provas.

Mas para encerrar este assunto, Mattia Binotto mencionou que o problema enfrentado por Leclerc – quando ele deixou os boxes naquela volta de alinhamento para o grid – não tinha relação com o câmbio, era um problema no eixo de transmissão do lado esquerdo que provavelmente nem foi em decorrência da batida.

E aquela coisa, várias teorias da conspiração foram alimentadas ganhando proporções maiores. Muitas ganhando forma apenas pelas pessoas detestarem a Ferrari, ou por conta de incidentes que já ficaram há muito tempo no passado. Leclerc teve problemas de câmbio na quinta-feira, a Ferrari realizou uma manutenção e ele participou normalmente do TL2. Trocar o câmbio completo não necessáriamente uma garantia de que o piloto terminaria o GP de Mônaco.

Como a F1 é um jogo de sorte e azar, Leclerc lidou mais uma vez com o azar, uma questão que não pode ser resolvida, mas uma vez pelas ruas monegascas.

Escute o nosso podcast sobre Mônaco

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados