ColunistaDestaquesFórmula 1Post

Charles Leclerc ofereceu-se como voluntário na Cruz Vermelha de Mônaco, para auxiliar no combate do coronavírus

Charles Leclerc, piloto da Ferrari, que também é embaixador da Fundação Princesa Charlene de Mônaco, foi as ruas do principado para ajudar a Cruz Vermelha.

O piloto ajudou a transportar equipamentos para o Centro Hospitalar Princesa Grace, e distribuir refeições a idosos e voluntários da Cruz Vermelha.

Está não é a primeira vez que o piloto se mobiliza a ajudar os afetados pelo coronavírus, Leclerc, Alexander Albon e outros pilotos da Fórmula 1 se reuniram para disputar o #RacingForTheWorld, arrecadando aproximadamente US$ 71 mil para o Fundo de Resposta Solidária a Covid-19, da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Foto: Reprodução do site F1

Leclerc disse ao site da F1: “Há muita diversão, mas há algumas corridas onde levamos isso muito a sério”. “As corridas oficiais [virtuais] da F1 são realmente muito sérias – e todos querem vencer.” Ele acrescenta: “Essa é uma boa maneira de permanecer ativo e praticar com pressão. Mesmo em um jogo virtual como esse, tenho pressão. Quando Alex [Albon] ficou em segundo e muito próximo de mim [na luta pela liderança na corrida da China], eu queria terminar em primeiro lugar.”

Equipes da Fórmula 1 também estão tentando ajudar no combate ao coronavírus, assim como membros da categoria.

Matéria oficial: Charles Leclerc volunteering with the Monaco Red Cross to help coronavirus effort

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados