ColunistaFórmula EPost

Audi anuncia saída da Fórmula E e participação no Rally Dakar em 2022

Após uma história de sucesso com a Fórmula E, a Audi planeja continuar desenvolvendo os carros elétricos, mas vai voltar para o rali

A Audi realizou três anúncios nesta segunda-feira (30), a montadora vai deixar a Fórmula E ao final da temporada 2020/21 e vai competir no Rally Dakar em 2022 pela primeira vez, mas eles também estão apostando em um projeto para 2023 com um carro híbrido para Le Mans e Daytona.

No final da temporada de 2017, a Audi foi a primeira fabricante alemã que entrou na Fórmula E, aplicando um compromisso de fábrica. Mas o time já estava trabalhando em conjunto com a ABT Sportsline, antes de adquirir as ações da equipe.

“A Fórmula E acompanhou a fase de transformação da Audi”, diz Markus Duesmann, presidente do Conselho de Administração e Desenvolvimento Técnico da Audi. “Hoje, a mobilidade elétrica não é mais um sonho do futuro, mas do presente da empresa.”

A Audi ainda segue com o seu projeto e vai permanecer dando atenção aos modelos elétricos, onde acredita que em 2025, 40% das suas vendas devem ser alcançadas com as vendas de veículos elétricos e híbridos.

A participação no Rally Dakar substituíra a relação de projeto de fábrica com a Audi na Fórmula E, mas o desenvolvimento do porwertrem para as equipes clientes continuará como parte da sua atividade para o próximo ano.

Foto: reprodução Audi

No rali a Audi não é uma novidade, pois a empresa tem história na competição e já foi uma das mais respeitadas na categoria. Participar do Rally Dakar é uma representação do trabalho que já foi realizado com os seus modelos esportivos eletrificados. Com a proposta de participar na categoria de rali, o envolvimento com o Rally Dakar substituirá o projeto com a Fórmula E.

 “Queremos continuar demonstrando o slogan da marca – Líder por Tecnologia – no automobilismo internacional de alto nível no futuro e desenvolver tecnologias inovadoras para nossos carros de rua. O rali mais difícil do mundo é o palco perfeito para isso.”

Julius Seebach, Diretor da Audi Sport GmbH, disse: “Além disso, estamos avaliando outros campos de atividade possíveis para nós no automobilismo internacional. Ao fazer isso, temos os desejos de nossos clientes em mente, tanto quanto a estratégia futura da empresa, que está claramente focada na eletrificação e mobilidade neutra em carbono. É por isso que estamos nos preparando intensamente para entrar na nova categoria de protótipos esportivos LMDh, para competir nas 24 Horas de Dytona e 24h de Le Mans.”

No dia 1º de dezembro de 2020, Julius Seebach assumirá a responsabilidade pelas atividades internacionais de automobilismo da empresa, além de sua função como Diretor Executivo da Audi Sport GmbH. Dieter Gass, que ocupou o cargo de gestão da Audi Sport por quase dez anos, agora se dedicará a novas tarefas, após a conclusão de sucesso com a fábrica no DTM.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados