ColunistaDestaquesFórmula 1Post

As lições aprendidas por Yuki Tsunoda após o GP do Bahrein

O GP do Bahrein foi bem produtivo para Tsunoda, o piloto pode aprender com Fernando Alonso e usará as lições no futuro

Um início maiúsculo para um piloto que se interessou a pouco tempo pelo automobilismo. Yuki Tsunoda disputou o seu primeiro GP de Fórmula 1 neste fim de semana no Bahrein. O japonês foi escolhido para substituir Daniil Kvyat quando time optou por não renovar com o russo.

Neste primeiro fim de semana Tsunoda já vinha imprimindo um bom ritmo e algumas vezes conseguia fazer voltas rápidas que já animavam o time para a classificação. É um piloto que ainda está se adaptando ao carro e a máquina que têm, mas que provavelmente vai entregar mais quando estiver habituado.

Durante a classificação Tsunoda teve um deslize e não conseguiu avançar para o Q3, foi justamente por conta dos pneus, ele não conseguiu contar com a aderência necessária quando abandonou a utilização dos pneus macios para os médios, desta forma largou da décima terceira posição.

Muito ciente da causa que o tirou da briga por uma posição melhor na classificação, durante a corrida o japonês foi o representante da AlphaTauri em pista, já que o incidente de Pierre Gasly com a McLaren no início da prova tirou ele de combate. Tsunoda avaliou a sua performance como 50% boa e 50% problemática, pois ele gostou de conquistar pontos, mas eperava por um desempenho melhor, já que perdeu espaço durante a largada. 

Yuki Tsunoda durante GP do Bahrein – Foto: AlphaTauri/Red Bull Racing
LEIA MAIS: Volta por Volta – Hamilton e Verstappen disputam corrida alucinante no Bahrein

A AlphaTauri conquistou dois pontos no GP do Bahrein, aparece dentre os cinco times do pelotão que conseguiam pontos na primeira etapa e, é a atual quinta colocada nos construtores. A ultrapassagem realizada por Tsunoda na última volta da prova, quando superou Lance Stroll rendeu a conquista.

Um estreante que em sua primeira prova já conquistou pontos e se mostra muito centrado em sua avaliação pós corrida: “Estou contente por ter conseguido marcar pontos no meu primeiro Grande Prêmio – penso que esta corrida mostrou o quão bom é o desempenho do nosso carro. Devo dizer que ainda estou um pouco desapontado porque perdi algumas posições durante a primeira volta, por ter sido muito cauteloso, e tive de trabalhar ao longo da corrida para as recuperar. Aprendi muito aqui no Bahrein, o que é muito positivo, e vou levar isso comigo para Imola.”

LEIA MAIS: GP do Bahrein – Estratégia soberana da Mercedes, Hamilton vence duelo contra Verstappen

Durante a prova Tsunoda ultrapassou Kimi Raikkonen, tirando a Alfa Romeo da zona de pontuação, mas também foi visto ultrapassando Fernando Alonso com a Alpine. “Tive algumas ultrapassagens fortes durante a corrida e, para mim, ultrapassar o Fernando foi uma experiência bastante emocionante, ele é um astro da Fórmula 1 que cresci assistindo, então foi muito emocionante”, disse Tsunoda.

Meu pai é um grande fã do Fernando, especialmente pelo seu estilo de pilotagem, meu pai gosta de como ele guia. Acho que a primeira vez que meu pai viu o Fernando foi em Suzuka e ele disse que na última curva, a aceleração dele era impressionante, ele era o melhor piloto do grid.

“Então, na Curva 1, eu apenas confiei nas habilidades de Fernando e me lancei como um novato!” Tsunoda riu. “Eu me senti um pouco triste, porque eu realmente vim de muito longe, mas foi definitivamente uma coisa muito emocionante. Claro que não é o mesmo carro, mas fiquei feliz por isso.”

“Estou muito orgulhoso do meu desempenho e estou ansioso para ver como vamos nos sair na próxima vez”, completou o japonês.

Yuki Tsunoda durante GP do Bahrein – Foto: AlphaTauri/Red Bull Racing

Antes de Fernando Alonso abandonar a corrida por conta do superaquecimento dos freios – em decorrência de uma embalagem de sanduiche que ficou presa no duto de freios. Tsunoda pode observar o espanhol guiando o carro e se aproveitou da visão privilegiada que teve ao ver o espanhol realizar voltas a sua frente.

“Eu guiei meu carro por algumas voltas com Fernando e definitivamente aprendi com ele, como ele estava controlando os pneus, como ele trabalha em cada curva, e depois que eu passei por ele, tentei copiar como ele estava dirigindo e por alguns das curvas, foi melhor para o meu carro também. As coisas que aprendi com ele serão importantes no futuro”, disse Tsunoda.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados