ColunistaFórmula 1Post

A Red Bull quer definir o motor para a temporada de 2022 até o final de novembro

Após a saída da Honda da F1 ao final de 2021, a Red Bull embarcou na saga do motor ideal. Dar continuidade ao projeto da Honda ou voltar para a Renault?

A Red Bull ainda está estudando as alternativas disponíveis com relação aos motores para a temporada 2022. A decisão deve acontecer até o final de novembro, já que no dia 1º de janeiro os times já podem trabalhar nos carros de 2022 e já que diversas mudanças são esperadas, as equipes claramente não querem perder tempo.

Como já abordamos, dentre as fornecedoras do grid a Renault pode equipar a Red Bull e AlphaTauri já que na próxima temporada ela não terá equipes clientes no grid, no entanto a RBR ainda não quer desistir das unidades de potência da Honda, já que elas estão funcionando bem em seus carros.

Confira: A saída da Honda e as questões que ela provoca neste momento

Christian Horner voltou a falar sobre este assunto: “Acho que nossa opção preferida seria continuar com a unidade de potência que está no nosso carro para a próxima temporada, obviamente rebatizada com outro nome”.

“Se pudermos fazer um acordo com a Honda sobre o uso do IP e do produto daqui para frente, pois seria muito triste ver esses motores apenas em um depósito em algum lugar no Japão, portanto chegar a um acordo para continuar com essas unidades de potência seria o melhor.”

Foto: Red Bull Racing

Muito se fala sobre o congelamento do desenvolvimento dos motores de todos os fabricantes, até mesmo Toto Wolff falou que seria uma opção para ajudar a Red Bull a manter este projeto. No entanto de um lado temos uma Mercedes que parece segura quanto ao seu desempenho e superioridade, enquanto a Ferrari e a Renault dão indícios que não gostariam de se submeter a este acordo.

Confira: Toto Wolff apoia congelamento de motores para ajudar Red Bull com o projeto da Honda

“Obviamente, há alguns elementos-chave que precisam estar no lugar, antes de fazer qualquer compromisso sobre os planos futuros do motor, em relação ao congelamento do motor e assim por diante”, continuou Horner.

Adrian Newey é uma peça importante nesta decisão, mas ele está mais inclinado a esperar e tomar uma decisão tardia, após observar os movimentos que estão acontecendo. “Adrian é sempre o último neste tipo de coisa, então ele vai esperar por qualquer que seja a melhor opção”, disse Horner.

Confira: Red Bull quer definir o motor para 2022 até o final desta temporada

“O preparo do motor exige um longo tempo de execução e se tivéssemos que assumir um projeto como esse, haveria muito trabalho nos bastidores que obviamente precisaria acontecer e ser implementado. Na verdade, até o final deste mês, precisamos firmar uma posição.”

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados